16.5 C
Guarulhos
dom, 26 maio 2024
- PUBLICIDADE -

Câmara aprova projeto que agiliza prazo para realização de mamografia 

PUBLICIDADE

O presidente da Casa, vereador Ticiano Americano, falou que o objetivo é salvar vidas porque as mulheres sofrem muito quando suspeitam de câncer  

A Câmara de Guarulhos aprovou em definitivo o PL 345/2023 que institui o Programa de apoio à Saúde da Mulher. O texto prevê que os exames de mamografia, com suspeita de câncer, sejam realizados no prazo máximo de 30 dias a partir da solicitação médica. O autor da proposta, vereador Ticiano (Cidadania), que também preside o Poder Legislativo, confia no avanço da propositura. Isso porque para virar lei, o projeto depende da sanção do prefeito Guti. 

“Nós estamos no mês da Mulher e esse é um projeto importante, que dá uma esperança a mais quando existe a suspeita de câncer”, disse Ticiano. De acordo com a proposta, a rede pública municipal terá prazo de 30 dias para agendar a mamografia para as mulheres com suspeita de câncer de mama. “Hoje as mulheres sofrem muito, principalmente quando têm suspeita. Esse projeto visa garantir agilidade. Desde que a Prefeitura cumpra, vai salvar muitas vidas; vai salvar muitas mulheres na nossa cidade”, enfatizou. 

PUBLICIDADE

Além desse, os vereadores aprovaram mais dois projetos e dois Decretos Legislativos na sessão da Câmara de Guarulhos na tarde desta segunda-feira (18). Ainda na área da Saúde, o PL 1258/2021 que dispõe sobre o atendimento preferencial às pessoas com fibromialgia, assinado pelo vereador Jayme Júnior (Republicanos), também passou pelo segundo turno de votação, assim como o PL 229/2023, que obriga a fixação de placas informativas do serviço de disque denúncia da violência contra a mulher, o Disque 180, de autoria do vereador Rafael Acosta (DC).                            

Em votação única, a Câmara aprovou a concessão do título de Cidadão Guarulhense a Juanribe Pagliarin, apresentado pela vereadora Vanessa de Jesus (Republicanos), tal como a criação da Frente Parlamentar Católica, no âmbito do Poder Legislativo, de autoria do vereador Wesley Casa Forte (PSB).  

Na primeira parte da sessão, a vereadora Vanessa de Jesus utilizou a tribuna para informar a apresentação de um projeto para consolidação das leis de gênero, que versam sobre os direitos da mulher e/ou de prevenção à violência contra a mulher. As seis vereadoras da Casa, Karina Soltur (PSD), Sandra Gileno (PATRI), Janete Rocha Pietá (PT), Carlinda Tinôco (Republicanos), Carol Ribeiro (PSDB) e Marcia Taschetti (PP) posicionaram-se ao lado de Vanessa durante o anúncio da propositura que, segundo ela, visa também facilitar a pesquisa e consulta sobre o regramento vigente. 

Três pessoas utilizaram a Tribuna Livre da Casa: João Nery dos Santos Cassemiro, que falou sobre uma máquina do Hospital Pimentas, quebrada há um ano; Rogério Oliveira, diretor do Sindicato dos Servidores Municipais, falou sobre os trabalhadores da Saúde e a falta de estrutura em alguns departamentos; e Ilo Carneiro de Arcanjo que, falou sobre ter se formado no curso superior de Assistência Social e reivindicou melhorias para o bairro de Bonsucesso.  

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,417SeguidoresSeguir
2,940InscritosInscrever
PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS