25 C
Guarulhos
seg, 17 jun 2024
- PUBLICIDADE -

Ansiedade e Depressão entre os jovens: Saiba como entender e ajudar seu filho

PUBLICIDADE

Com base em dados científicos colhidos mundo afora, o Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo estima que cerca de 10% das crianças e dos adolescentes já sofrem de ansiedade.

A ansiedade é um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito frequentemente, pela sensação de que algo desagradável está para acontecer.

PUBLICIDADE

Não falamos de um simples nervosismo antes de uma prova. Trata-se de um prejuízo mais intenso no dia a dia. Por isso chama atenção para o principal desafio hoje: a detecção dos casos leves. Até porque a tendência é a situação se agravar ou predispor a outros distúrbios, como depressão.

depressão é caracterizada pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando angústia, algumas vezes sem um motivo evidente. Hoje, a depressão é considerada a quarta principal causa de incapacitação, segundo a Organização Mundial da Saúde.

Esse transtorno psiquiátrico atinge pessoas de qualquer idade. O desânimo sem fim é fruto de desequilíbrios na bioquímica cerebral, como a diminuição na oferta de neurotransmissores como a serotonina, ligada à sensação de bem-estar.

Hoje se sabe que a depressão não promove apenas uma sensação de infelicidade crônica, mas incita alterações fisiológicas, como baixas no sistema imune e o aumento de processos inflamatórios.

Possíveis causas ou gatilhos da ansiedade

  • Viver em ambientes estressantes, com familiares que vivem preocupados
  • Separação dos pais
  • Ser vítima de bullying

Fique atento aos sinais e sintomas

Receio de ficar só: se os pais estão fora, o jovem os monitora. Para os menorzinhos, a adaptação na escola demora mais.

Timidez excessiva: quando a professora chama diante da sala, por exemplo, o desconforto chega a paralisar.

Difícil interação: a criança ou o adolescente têm dificuldade de fazer um pedido para o garçom ou vendedor de uma loja.

Tenso demais: sofre-se por antecipação. Muitas vezes, surgem queixas físicas, como dor de cabeça ou de barriga.

 

Além dos medicamentos convencionais, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar a controlar a ansiedade:

  • Pratique de atividades físicas.
  • Reduza do estresse diário.
  • Experimente controlar a respiração.
  • Evite pensamentos negativos.
  • Invista em alimentos mais leves.
  • Faça uso de chás.
  • Mantenha o foco de atenção no presente.
  • Seja mais organizado.
  • Confie mais em você e menos nos outros.
  • Durma com pouca luz e com celular desligado.

Fonte: Revista Saúde e Minha Vida

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,417SeguidoresSeguir
2,930InscritosInscrever
PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS