12.9 C
Guarulhos
sex, 12 ago 2022
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Endividamento de Guarulhos cai 74% em cinco anos

- PUBLICIDADE -

Dívida passou de R$ 7,4 bilhões para R$ 1,93 bilhão entre o início de 2017 e o final de 2021

O endividamento do município de Guarulhos caiu de R$ 7,4 bilhões para R$ 1,93 bilhão entre o início de 2017, quando a atual administração assumiu, e o final de 2021, o que representa uma queda de 73,88%. A dívida consolidada ao término do ano passado corresponde a somente 43% da receita do município naquele exercício, que foi de R$ 4,5 bilhões.

Segundo a administração pública municipal, os principais fatores que levaram a essa queda no endividamento foram a extinção da Proguaru, que gerava um prejuízo anual de cerca de R$ 150 milhões, o pagamento de precatórios, de dívidas com o INSS e com fornecedores, e principalmente o contrato firmado com a Sabesp em 2019. O antigo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) tinha uma dívida de R$ 3,2 bilhões com a companhia paulista. Com o contrato, esse montante será diluído ao longo dos próximos 40 anos, mas já deixou de constar do passivo da Prefeitura.

Além disso, a atual administração promoveu duas edições da Câmara de Conciliação de Precatórios, por meio das quais negocia com credores do município um pagamento mais rápido após observadas algumas condições, como a diminuição no valor a ser pago em favor de um recebimento mais célere do valor devido. As duas câmaras resultaram no pagamento do equivalente R$ 96 milhões em precatórios e a expectativa é que a terceira edição, a ser realizada neste ano, resulte no pagamento de mais R$ 120 milhões. Por ano, a Prefeitura tem pago, em média, R$ 150 milhões em precatórios.

A queda substancial no endividamento permite que a cidade atraia mais investimentos e, portanto, empregos e inovações tecnológicas. Possibilita ainda à administração pública buscar crédito no mercado para projetos em benefício da população, já que, com uma dívida menor, sua capacidade de honrar compromissos aumenta, o que gera confiança no investidor.

“Algumas empresas que pensavam em sair de Guarulhos reviram sua posição nos últimos anos e permanecem investindo na cidade, reativando um círculo virtuoso que há muito não se via por aqui”, afirma o prefeito Guti.

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,248SeguidoresSeguir
2,890InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS