15.5 C
Guarulhos
seg, 08 ago 2022
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Guarulhos inicia campanha de testagem para HIV, sífilis e hepatite C com ação na UBS Soberana

- PUBLICIDADE -

Tratamento efetivo permite ao paciente ter uma vida longa e normal

Nesta quarta-feira (01), Dia Mundial de Luta Contra a aids, Guarulhos iniciou a 14ª Campanha Estadual Fique Sabendo 2021 com ação especial de testagem para HIV, sífilis e hepatite C na UBS Soberana, que contou com a equipe do programa IST/aids e Hepatites Virais da Secretaria da Saúde.

A campanha de incentivo à prevenção ao HIV, à aids e a outras ISTs (infecções sexualmente transmissíveis) ocorre entre os dias 1º e 7 de dezembro, período em que todas as UBS da cidade intensificam as testagens.

O coordenador do programa IST/aids, Ricardo Fernandes Gambôa, informou que a ação na UBS Soberana vem ao encontro da proposta de atuar em comunidades periféricas, com foco na democratização do acesso ao diagnóstico e prevenção das doenças-alvo da iniciativa. A ação resultou na realização de 123 testes para HIV, 123 para sífilis e 123 para hepatite C.

Em casos de resultados positivos, o tratamento da sífilis é realizado na própria UBS, e o de hepatite C, assim como o de HIV, é encaminhado para o serviço especializado SAE Carlos Cruz, localizado na rua Miracanga, 32, Parque Jurema, ou para o CTA Ubiratan Marcelino dos Santos, que fica na rua Piracicaba, 114, Gopoúva.  

Sobre o HIV

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana, causador da aids, que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Ter o HIV não é o mesmo que ter aids. É possível contrair o vírus por meio de relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho, durante a gravidez e a amamentação, quando não tomadas as devidas medidas de prevenção.

No entanto, o tratamento efetivo permite ao paciente ter uma vida longa e normal.

“A pessoa vivendo com HIV/aids, por exemplo, com carga viral indetectável há pelo menos seis meses e boa adesão ao tratamento, não transmite o HIV pelo sexo. Por isso é importante fazer o teste”, finalizou Gambôa.

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,243SeguidoresSeguir
2,900InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS