14.1 C
Guarulhos
dom, 26 jun 2022
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Observatório de Direitos Humanos inicia parceria em pesquisas com a Unifesp

- PUBLICIDADE -

Estudantes irão colaborar com a equipe técnica do observatório por meio da observação participante e da discussão conjunta de temas relacionados aos direitos humanos

A Secretaria de Direitos Humanos (SDH) de Guarulhos iniciou na última quinta-feira (09) uma parceria de caráter técnico-científico com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), campus Guarulhos, que prevê o desenvolvimento de pesquisas conjuntas para aproximar a instituição de ensino e a administração pública tendo em vista o intercâmbio de conhecimento.

A medida estabelece a participação de seis estudantes dos cursos de graduação em ciências sociais e em história no Observatório de Direitos Humanos de Guarulhos, da SDH, a partir do projeto de extensão universitária Escola com Direitos Humanos.

Realizado na sede da pasta, o primeiro encontro teve a participação do secretário-adjunto, Martinho Risso, do diretor da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Unifesp Guarulhos, Bruno Konder Comparato, além de membros do observatório e alunas.

A importância da interação entre academia e o poder público foi destacada por Risso, que fez ainda um breve histórico da pasta, observando que ela é umas das poucas do tipo existentes no Estado de São Paulo. Ele deu as boas-vindas ao diretor da instituição e às alunas.

“A interação da academia com a administração municipal, representada pelo Observatório de Direitos Humanos, proporciona um olhar técnico-científico que contribui para o aperfeiçoamento das políticas públicas voltadas a essa área”, disse o gestor.

Risso acrescentou que a parceria é uma via de mão dupla.

“Os acadêmicos também ganham com a saída do ambiente teórico, confrontando-se com a realidade social e amplificando seus conhecimentos”, afirmou.

De acordo com Comparato, os estudantes irão colaborar com a equipe técnica do observatório por meio da observação participante e da discussão conjunta de temas relacionados aos direitos humanos, as quais resultarão num trabalho a ser apresentado pelos graduandos no congresso da Unifesp em 2023.

Por sua vez, a coordenadora do observatório, Ligia de Lócco, observou a relevância do trabalho em conjunto. “Essa parceria será importante para ajudar na interpretação de dados, fazer levantamentos de pesquisas sobre direitos humanos em Guarulhos e para pensar na melhoria das políticas públicas relacionadas ao tema”, disse.

VEJA TAMBÉM

BOLETIM COVID GUARULHOS

REDES SOCIAIS

30,908FãsCurtir
10,600SeguidoresSeguir
5,232SeguidoresSeguir
2,880InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

ÚLTIMAS NOTÍCIAS